Marcos d'Ajuda
01 julho 2017
IMG_9595

QUAL O SEGREDO?

Como praticar corrida de rua há quase doze anos, intercalados por divertidas aventuras como os 57K da volta completa da Ilha de Manhattan, em Nova York, e uma média anual de aproximadamente 4200 K percorridos, sem nunca ter tido uma única dor, lesão ou uma simples indisposição muscular que me impedissem de treinar um único dia que fosse? Qual o segredo para, beirando aos 52 anos, ter uma disposição juvenil para continuar se deliciando com a prática de corrida de rua em estilo recreativo? Na transição dos 39 anos para os 40 anos, sedentário, obeso, sobrevivendo com insistência ignorante de contrariar a lógica do bom senso, adicto na ilusão da drogas, precisei superar a própria estupidez para, através de uma reengenharia de vida, descobrir o prazer em mim mesmo. As liçoes aprendidas com os erros tornaram um pouco mais fáceis as missões para trilhar os caminhos do acerto. Aprendi a me tornar independente e a me respeitar. O amor próprio aflorou com a lucidez. O eu sempre tão dependente dos conselhos baseados no conhecimento alheio ficou no passado. Renasci para viver uma nova vida, uma maravilhosa vida. E aqui, exatamente neste momento, ao estabelecer o amor próprio como companhia diária, deixando para trás tudo que maculava meu corpo, mente e espírito, iniciei uma fase de hábitos absolutamente saudáveis, que me conduzem continuamente pelo caminho da felicidade. A forma de meu corpo a mim nada interessa. O que mais desejo através de meus treinos é ter saúde para ter qualidade de vida. E, convenhamos, corpos sarados, cheios de mi-mi-mi, nem sempre são saudáveis. Mas e os treinos de corrida de rua de rua? Afinal, qual o segredo? rsrsrs Não há segredo algum, queridos amigos e amigos. Praticar corrida de rua é algo espetacularmente tão simples que se enganam, ou são enganados, aqueles que imaginam serem necessárias atitudes que ao longo da prática pecerbemos que eram totalmente desnecessárias. Praticar corrida de rua rua é ter amor próprio, é saber conviver com a humildade, é descobrir em si mesmo a própria verdade, é aprender a administrar suas incapacidades, é não dar espaço para o cansaço e o sofrimento, é perceber-se como a sua melhor companhia, é não depender de nada e de ninguém, é ter liberdade para ir para onde, quando, como e quanto quiser, é treinar sempre como o corpo pode e não como a sua mente ou de outros deseja, é não aderir a modismos, é evitar rotulações, é nunca permitir que a mente queira enxergar além do que os olhos conseguem ver, é não ser refém de conceitos, regras e técnicas, enfim, entre tantas outras coisas bem simples, praticar corrida de rua é saber aceitar quem verdadeiramente somos.


QUERO OUVIR VOCÊ!
FAÇA SEU COMENTÁRIO! PARTICIPE!